A Logística e a Metodologia 5 S

Você conhece os 5 S da logística? Essa metodologia foi desenvolvida no Japão, depois que o país foi destruído na Segunda Guerra Mundial. 

Inicialmente, o método tinha como objetivo reconstruir as coisas o máximo possível usando os recursos existentes, no menor tempo e com o menor número de perdas ou falhas.  

Graças ao sucesso desse conceito, seus princípios foram adotados por diversas empresas, de diferentes setores e portes, inclusive de logística. Continue a leitura para saber mais. 

  

Quais são os 5 S da Logística? 

  Como a metodologia foi criada no Japão, cada “S” representa uma palavra japonesa. Conheça-as: 

1. Seiri - senso de utilização. 

Visa manter o que é útil para o ambiente e tirar o que não tem serventia. Dessa forma, é possível otimizar o espaço e evitar gastos com itens desnecessários. Com isso, é pode-se reduzir os níveis de estoque ou elementos operacionais dispensáveis.

2. Seiton - senso de organização. 

O próximo passo é organizar os itens que sobraram no ambiente. É importante priorizar na otimização as coisas mais utilizadas e importantes, evitando perder tempo procurando-as. Por exemplo, se você usa com frequência o equipamento X, deixe-o em um local de fácil acesso. 

3. Seiso - senso de limpeza. 

Um ambiente de trabalho limpo e higienizado aumenta a satisfação dos colaboradores e a produtividade. Além disso, reduz o retrabalho e aumenta a vida útil dos equipamentos. 

4. Seiketsu - senso de padronização. 

O penúltimo dos 5 S da logística trata de padronizar e integrar os princípios anteriores à realidade corporativa, tornando-os parte da cultura organizacional. A padronização aumenta a produtividade e a eficiência, tornando-se um modelo a ser seguido. 

5. Shitsuke - senso de autodisciplina. 

Manter todas essas mudanças requer disciplina, caso contrário os hábitos antigos retornam. Portanto, é necessário conscientizar a todos para manter os padrões estabelecidos. O uso de listas de verificação pode ser útil nessa etapa.   

Qual o principal objetivo do programa 5 S para logística? 

O objetivo dos 5 S da logística é criar qualidade de vida para os colaboradores e um ambiente de trabalho que aumente a produtividade e reduza o desperdício.   Sendo assim, essa metodologia é capaz de ajudar as empresas a adotarem métodos de trabalho mais organizados e eficientes, de forma a alcançar a excelência e o alto desempenho necessários para se manterem à frente do mercado. 

 

Quais são os benefícios da metodologia 5 S para empresas de logística? 

A introdução do método 5S da logística oferece muitas vantagens como, por exemplo, o uso mais eficiente do espaço, maior organização e limpeza do ambiente de trabalho e melhor gerenciamento dos procedimentos de estoque e transporte.  Além disso, promove melhoria das práticas de gestão, proporciona uso mais eficiente dos recursos do negócio, além de contribuir para a redução de custos e aumento do nível de satisfação dos colaboradores (o que também impacta diretamente na retenção de pessoal).  Outros benefícios da metodologia são diminuição de riscos e aumento da proteção dos locais, maior qualidade nos serviços e atendimento prestado aos clientes.   Por fim, levando em consideração todas essas melhorias, é evidente que quando aplicado às empresas de logística o 5 S é bastante vantajoso. 

 

Quais são as premissas para que a metodologia seja aplicada de forma correta? 

Basicamente, as premissas para que a metodologia 5 S seja aplicada corretamente são: saber utilizar e organizar o ambiente, mantê-lo sempre limpo e otimizado, estabelecer um padrão para a realização dos itens anteriores e, por fim, ter disciplina para fazer dessas premissas um hábito. 

 

Como adotar a metodologia 5 S na prática?

Agora que você já sabe os pontos mais importantes sobre a metodologia 5 S da logística, aprenda a aplicá-la: 

 

1. Seiri - senso de utilização. 

Você pode utilizar o senso de utilização para encontrar os locais mais adequados para descartar, armazenar e transportar materiais. Assim, você consegue preparar melhor o ambiente e facilitar a limpeza e manutenção.  

2. Seiton - senso de organização. 

Com um senso de organização, você pode, por exemplo, eliminar máquinas que não estão mais funcionando, bem como processos improdutivos e estoques excessivos, além de eliminar índices logísticos menos importantes.  

3. Seiso - senso de limpeza. 

Serve para manter o ambiente logístico sempre limpo e higienizado, dessa forma, é possível evitar acidentes de trabalho e outros problemas relacionados. Além disso, a limpeza dos equipamentos durante o transporte garante maior segurança da mercadoria.  

4. Seiketsu - senso de padronização. 

Além de definir rotas otimizadas e estabelecer padrões de desempenho em todos os níveis, o objetivo da padronização, por sua vez, é garantir a manutenção correta dos dispositivos. 

5. Shitsuke - senso de autodisciplina. 

Por último temos o senso de autodisciplina, para implementá-lo os funcionários devem realizar suas tarefas corretamente, os motoristas precisam dirigir com responsabilidade e todos devem estar cientes da importância de colocar os 5 S da logística em prática.   

Ao implementar o método 5 S é possível aumentar a organização, limpeza, produtividade e os resultados logísticos. Apesar de parecer algo complexo, à medida que os padrões vão sendo incorporados à cultura organizacional todos os processos passam a ser simplificados. 

 

Além disso, confira como a logística reversa pode ajudar sua empresa: clique aqui. 






Deltacooper

Fundada em 13 de setembro de 2000, a Deltacooper está entre as mais conceituadas cooperativas de trabalho para o setor de logística e transporte.


Saiba mais